Skip to main content
faixa Luto Pela Vida

Diretoria

Gestão 2020-2024

 

Diretor

Prof. Silvio Silverio da Silva é Professor Titular da Universidade de São Paulo (USP) junto ao Departamento de Biotecnologia da Escola de Engenharia de Lorena (EEL) da USP.

Pesquisador 1A do CNPq, com um Fator H de 34 e número de citações de 4499 (Web of Science/Scopus).

Na USP também obteve o título de Livre-Docência e concluiu o Doutorado em Tecnologia Bioquímico-Farmacêutica com período na Gesellchaft Fuer Biotechnologishe Forshung GBF- Alemanha.

Foi Vice-Diretor, bem como Assistente de Direção/Assessor de Pesquisa da ex-FAENQUIL (1999 a 2005) atual Escola de  Engenharia de Lorena (EEL), Unidade da USP. Foi Chefe do Departamento de Biotecnologia da EEL/USP em duas gestões  (2015 a 2019), Vice-Presidente da Comissão de Pesquisa da EEL[1]USP (2018 a 2020).

Professor colaborador nos Programas de Doutorado da Universidad Autonoma de Tamaulipas, e na Universidad Autonoma de Coahuila, México, Avaliador do SINAES/MEC de Instituições de Ensino Superior e de Cursos de Graduação e também do Sistema ARCU SUL de países do Mercosul.

Pesquisador associado do Instituto de Pesquisa em Bioenergia - IPBEN. Ganhador dos prêmios: Título de Cidadão Honorário de Lorena (2017), Profissional Destaque Educacional (2015), Indústria Destaque-Educação (2015), Ciência de Impacto em Biotecnologia nos anos de 2014, 2015, 2016, 2017, 2018 e 2020, Prêmio Nacional de Pós-graduação, BRASKEN, ABEQ, Prêmio Dow Sustainability Innovation além de outras premiações.

Exerce atividades de consultoria ad hoc para CNPq, CAPES, FAPESP, FAPEMIG, FAPITEC, FACEPE Fundação Araucária, BNDES, CEE, MEC, National Science Foundation, NSF, Estados Unidos,  Consejo Nacional de Ciencia y Tecnología, CONACYT, México, Consejo Superior de Investigaciones Científicas, Espanha, Comission Nacional de Investigación Científica y Tecnológica, Chile e outras diversas instituições.

É revisor de 41 periódicos internacionais. Publicou 226 artigos em periódicos especializados em sua maioria internacionais e 780 trabalhos apresentados em eventos de grande parte internacionais. Possui 48 capítulos de livros publicados. Possui 2 processos tecnológicos registrados (patentes) já concedidas e 4 em depósito. Orientou 185 trabalhos de pesquisa dentre 31 dissertações de Mestrado, 25 Teses de Doutorado, 11 supervisões de Pós Doutorado, além de ter orientado 112 trabalhos de Iniciação Cientifica nas áreas de Microbiologia Aplicada e Engenharia Bioquímica. Recebeu 27 prêmios e/ou homenagens, coordenou 22 projetos de pesquisa financiados, 4 grandes  projetos sendo um na categoria projeto Temático dentro do programa BIOEN da FAPESP envolvendo a USP, UFJF, UFMG e

UNESP e duas instituições internacionais e outros 3 projetos aprovados dentro da Cooperação Internacional envolvendo a EEL[1]USP e a Colorado State University (EUA) financiado pelo CNPq/ NSF (EUA), o Institute of Technology Durgapur, (Índia), MCTI/DBT, Índia e a University of Ontario Institute of Technology (Canadá), financiado pela FAPESP/UOIT-Canadá.

Atualmente é Pesquisador Principal em outro projeto Temático aprovado pela FAPESP, coordena 1 projeto internacional aprovado em colaboração com Universidades do México. Editou 5 livros internacionais, e foi guest editor do Journal of Biomedicine and Biotechnology.

Atua na área de Biotecnologia com ênfase em Microbiologia Industrial e de Fermentação. É o Coordenador dos Laboratórios de Bioprocessos e Produtos Sustentáveis do DEBIQ-EEL-USP, tendo recebido em seu grupo de pesquisa 34 pesquisadores internacionais de diferentes continentes. Em suas atividades profissionais interagiu com cerca de 185 colaboradores em trabalhos científicos.

Participa de Conselhos Institucionais desde 1995, tendo participado da Congregação, Conselho Departamental, Comissão de Pesquisa, Comissão de Cultura e Extensão, Conselho Técnico Administrativo (CTA), Comissão Coordenadora de Programa de Pós-graduação em  Biotecnologia Industrial, Comissão Coordenadora de Curso e no Conselho Deliberativo da Fundação de Apoio à Pesquisa e Ensino (FAPE/EEL).

Possui parceria de colaboração científica com diversas instituições nacionais e internacionais destacando-se países como: Itália, Espanha, Chile, Alemanha, México, Estados Unidos, Canadá, China e Índia.